Congresso Internacional de Direitos Humanos

A nova ordem mundial e os direitos humanos

De 18 a 20 de outubro

Palestrantes

Currículo dos Palestrantes


Dra. Mª Esther Martínez Quinteiro


Possui graduação em Filosofia y Letras pela Universidad de Santiago de Compostela (1969) e doutorado em FILOSOFÍA Y LETRAS pela Universidad de Salamanca(1975). Atualmente, é Professora Titular da Universidad de Salamanca. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Moderna e Contemporânea.

Dra. Maria Isabel Correira Dias


É Subdiretora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) desde 2014 e Professora Associada no Departamento de Sociologia da mesma Faculdade. Agregada e doutorada em Sociologia, leciona no 1.º, 2.º e 3.º ciclos de estudos do Departamento de Sociologia da FLUP e colabora noutras Faculdades da Universidade do Porto (Faculdade de Medicina; Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS); Faculdade de Direito – Escola de Criminologia). É membro da comissão científica do Programa Doutoral em Gerontologia e Geriatria do ICBAS/UP/Universidade de Aveiro e coordenadora da Linha de Investigação “Família, Envelhecimento e Género” do Instituto de Sociologia da Universidade do Porto (ISUP). A sua atividade de investigação tem-se centrado na problemática da violência doméstica e de género nas suas múltiplas vertentes, mas tem desenvolvido, de igual modo, intensa atividade de pesquisa nos domínios da família, género, envelhecimento e infeção VIH/sida. Tem coordenado e participado em vários projetos de investigação de âmbito nacional e internacional. Atualmente coordena o projeto “HARMED – Socio-economic and health determinants of elder abuse” (COMPETE e FCT – ISUP e ISPUP) e é investigadora no projeto “SPRINT – Social Protection Innovative Investment in Long Term Care” (H2020-EURO-SOCIETY-2014). É autora de livros, capítulos de livros e de vários artigos científicos publicados em revistas nacionais e estrangeiras. Algumas publicações de referência: Dias, I. (2018). Violência Doméstica e de Género: Uma abordagem multidisciplinar. Lisboa: Pactor/Lidel; Dias, I. (2018). Violência de Género em Portugal: A Defesa dos Direitos Humanos (Gender Violence in Portugal: The Defense of Human Rights). In María de la Paz Pando Ballesteros, Pedro Garrido Rodríguez, Alicia Muñoz Ramírez (Eds.): El cincuentenario de los Pactos Internacionales de Derechos Humanos de la ONU. Homenaje a la Profesora Mª. Esther Martínez Quinteiro (pp. 541-554). Salamanca: Ediciones Universidad de Salamanca, 2018. ISBN: 978-84-9012-850-3. (https://edicionesusal.com/obra/978-84-9012-850-3/) ;DIAS, I. (2017). Matrizes teóricas da violência de género. In S. Neves & D. Costa (Coord.), Violências de Género (pp. 23-44). Lisboa: ISCSP; DIAS, Isabel (2015). Sociologia da Família e do Género, Lisboa, Pactor/Lidel; DIAS, Isabel (2010). Violência na Família. Uma abordagem Sociológica, Porto, Edições Afrontamento, 2.ª Edição.

Dr. Flávio Romero Guimarães


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Regional do Nordeste (1986), graduação em Direito pela Universidade Estadual da Paraíba (2000), doutorado em Ciências Biológicas pela Universidade de Córdoba (Espanha) (1996) e um segundo doutorado em Direito pela Universidade de Salamanca (Espanha), com ênfase em “Estudios Interdisciplinares de Género y Políticas de Igualdad”. É professor da Universidade Estadual da Paraíba dos Departamentos de Biologia e de Direito Privado. É Diretor Presidente e Presidente do Conselho Editorial da Editora da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Extensão – EDFURNE. Na UEPB exerceu os cargos de Diretor da Faculdade de Farmácia e Biologia, Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa e Vice-Reitor. Também exerceu os cargos de Secretário de Educação, Esporte e Cultura (Janeiro de 2004 a Abril de 2011) e de Secretário de Educação (Maio de 2011 a Abril de 2012) da Prefeitura Municipal de Campina Grande (Paraíba), de Diretor de Finanças da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), de Presidente da seccional Paraíba da UNDIME e de Presidente do Conselho Estadual de Educação da Paraíba. Foi Membro da Comissão Julgadora do Prêmio Inovação em Gestão Educacional 2013, promovido pelo MEC/INEP, designado por meio da Portaria nº 961, de 30 de setembro de 2013, firmada pelo Ministro de Estado da Educação José Henrique Paim Fernandes. Também exerceu o cargo de Secretário Executivo da Secretaria de Estado da Educação da Paraíba, nomeado por meio de do Ato Governamental nº 3.028, de 14 de julho de 2014. Foi Superintendente da Escola do Serviço Público do Estado da Paraíba, nomeado pelo Ato Governamental nº 0074, de 02 de janeiro de 2015 e Presidente da Comissão Estadual de Acompanhamento e Avaliação do Plano Estadual de Educação, designado por meio da Portaria nº 495, de 01 de setembro de 2013, firmada pela Secretária de Estado da Educação e renomeado pela Portaria nº 033, de 26 de janeiro de 2015, firmada pelo atual Secretário de Estado da Educação. Foi Ouvidor-Geral da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, de junho a dezembro de 2016. Atualmente, é Vice-Reitor, nomeado pelo Ato Governamental nº 2.328 João Pessoa, de 12 de dezembro de 2016 e Presidente da Comissão de Direitos Humanos da UEPB, conforme Portaria nº 028/2018, de 27 de fevereiro de 2018. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Ambiental e Direitos Humanos. É líder de Grupo de Pesquisa “Direitos Fundamentais: Defesa à Singularidade e às Diferenças”, cadastrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil – CNPq. Também atua como professor de Metodologia da Pesquisa, tendo livro publicado na área.

Dra. Ana Paula Gordilho Pessoa


Possui graduação em Direito pela Universidade Federal da Bahia (1986) e mestrado em Direito Comercial – University of Aberdeen (1991). É sócia-fundadora – Ana Paula Gordilho Pessoa Advogado S C e professora titular de Direito Comercial da Universidade Salvador – UNIFACS. Tem experiência na área de Direito Privado, com ênfase em Direito Empresarial e Internacional, atuando principalmente nos seguintes temas: título de crédito, contratos e direito societário e investimentos estrangeiros.

Dr. Antonio Carlos da Silva


Economista formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Brasil) e Doutor em Ciências Sociais pela Universidade de Leon (Espanha). Professor Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais e Cidadania da Universidade Católica do Salvador (UCSal). Responsável pelas disciplinas “Estado, Políticas Sociais e Cidadania” e “Ética, Democracia e Direitos Humanos”. Líder do Núcleo de Estudos sobre Direitos Humanos (NEDH/UCSal), com uma abordagem crítica sobre as categorias: Estado, Poder, Democracia, Direitos Humanos, Desenvolvimento, Crise e Ética (informações disponíveis no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil/LATTES – dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3357576835351151). Professor visitante do Centro de Estudos Brasileiros da Universidade de Salamanca (Espanha) (CNPq) e pós-doutoramento no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Portugal. Integrante do Instituto Jurídico Portucalense, na área de Democracia e governança para o século XXI.

Dra. Fernanda Ravazzano


Pós doutora em Relações Internacionais pela Universidade de Barcelona-ES (2016). Doutora em Direito Público pela Universidade Federal da Bahia, linha de pesquisa “Direito Penal e Constituição” (2015). Mestra em Direito Público pela Universidade Federal da Bahia, linha de pesquisa “Direito Penal Garantidor” (2009). Possui graduação em Direito pela Universidade Federal da Bahia (2007). Curso de extensão em Direito Penal Internacional (2018). Membro do corpo permanente do Mestrado em Direito da UCSAL (2017). Professora colaboradora do Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania da UCSAL. Professora da Pós-graduação em Direito Médico, Direito Tributário e Ciências Criminais da UCSAL. Professora da Pós-graduação em Direito Público da Faculdade Baiana de Direito. Professora do curso de Especialização Lato Sensu em Dependência Química na Perspectiva Humanista promovido pelo Instituto de Gestalt-Terapia da Bahia com chancela da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Professora na graduação da UFBA, UCSAL e da Faculdade Social da Bahia. Advogada-sócia do Escritório Thomas Bacellar Advogados Associados. Membro fundador do Instituto Compliance Bahia (ICBAHIA). Membro do Instituto Baiano de Direito Processual Penal (IBADPP). Atua na área do Direito Penal, Processual Penal, Direito Penal Internacional, com ênfase nos crimes contra a ordem econômica e tributária e crimes transnacionais.

Dra. Lívia Márcia Tiba Rádis Baptista


Possui graduação em Licenciatura em Espanhol pela Faculdade de Educação (1991), Graduação em Letras pela Universidade de São Paulo (1990), Mestrado em Letras (Língua Espanhola e Lit. Espanhola e Hispano-Americ.) pela Universidade de São Paulo (1998), Mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (2004), Doutorado em Lingüística pela Universidade Estadual de Campinas (2005) e Pós-Doutorado pela Pompeu Fabra, Barcelona (2009). Atualmente é professora associada II da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Foi professora efetiva da Universidade Federal do Ceará (2003-2015). Atua no Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura (PPGLinc/UFBA). Professora dos estágios supervisionados de espanhol e responsável pela formação de professores de espanhol. Tem experiência na área de Linguística e de Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de línguas (português e espanhol) e formação de professores, especialmente de espanhol. Desenvolve e orienta trabalhos voltados para a análise da relação entre narrativas, identidades, representações e subjetividades na perspectiva intercultural e decolonial bem como estudos que envolvem práticas translíngues, contextos de superdiversidade e multiletramentos com ênfase no crítico e suas repercussões no e para o ensino e aprendizagem de línguas na contemporaneidade. Orienta em nível de Iniciação científica, Mestrado e Doutorado. Integrou o Mestrado Profissional (ProfLetras) na UFC.Foi bolsista da AECDI nos anos de 1995 e 2008. É autora e coautora de materiais didáticos impressos e digitais. Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq Práticas identitárias,ensino e formação de professores de línguas em contextos de (super)diversidade. Integra o GT-ANPOLL Transculturalidade, Linguagem e Educação. Foi Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Linguística, do Curso de Letras Espanhol e Inglês e Chefe do Departamento de Letras Estrangeiras. Faz parte da Comissão Assessora Português e Espanhol do Enade e da Comissão de análise de materiais digitais (MEC).

Dra. Aida Monteiro


Graduada em Pedagogia (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Federal de Pernambuco (1972); Mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1982); Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2000). Especialista em Direitos Humanos pelo Instituto de Derechos Humanos da Costa Rica/San Jose (1988); Pós-doutorado na Universidade do Porto/Portugal (2014-2015). Bolsista da CAPES. Exerceu cargo de Gestora da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco nas áreas de ensino e administração escolar, em em Instituição privada. Ex-integrante da Diretoria da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação-ANPEd; Membro da Diretoria da Associação Nacional de Política e Administração da Educação/ANPAE; membro da Associação de Direitos Humanos Pesquisa e Pós-Graduação; Fundadora e Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas de Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania do Centro de Educação da UFPE. Ex-coordenadora do Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Membro do Conselho Acadêmico Coonsultivo da Escola Internacional de Politicas Públicas em Direitos Humanos do Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do Mercosur/Argentina. Coordenadora da RED Latinoamericana y Caribenha de la Educación en Derechos Humanos. Professora Associada da Universidade Federal de Pernambuco/Centro de Educação, atuando nos cursos de licenciaturas, Programas de Pós-Graduação em Educação e Programa Interdisciplinar de Direitos Humanos. Lider do Grupo de Pesquisa CNPQ – Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania do Centro de Educação da UFPE. Pesquisadora nas áreas de formação do professor, didática.educação em direitos humanos. Autora de livros e artigos nessas área e coordenadora da Coleção Educação em Direitos Humanos da Editora Cortez/São Paulo.

Dr. Daniel Valério Martins


Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú , especialização em Metodologia do Ensino de História pela Universidade Estadual do Ceará . É Mestre em Antropologia de Iberoamérica pela Universidade de Salamanca, também Mestre em Cooperación Internacional para el Desarrollo pela Universidade de Salamanca, Doutor em Estudos Latino-americanos, na linha de Antropologia pela Universidade de Salamanca e Mediador Intercultural pelo Ministerio de Sanidad, Servicios Sociales e Igualdad de Espanha. Atualmente é doutorando do Programa de Doutorado em Educação da Universidade de Burgos-Es. Desde 2012 é Coordenador do Mestrado Acadêmico em Antropologia de Ibero América da Universidad de Salamanca, presidente da Asociación de la Comunidad Brasileña de Salamanca- ABS, membro do Grupo Ibero-americano para a pesquisa e difusão da antropologia sócio-cultural da Universidade Federal da Grande Dourados no Mato Grosso do Sul, membro do Grupo para Criação e Difusão do Conhecimento em Antropologia do Centro de Estudos Brasileiros da Universidad de Salamanca, membro do Grupo de investigação em Antropologia e Turismo ANTUR/UFS/CNPQ, da Universidade Federal de Sergipe – Brasil, membro do Grupo de Pesquisas em Formação docente,História e Política Educacional da Universidade Federal do Ceará- UFC, membro do Grupo de Pesquisa Direito, Tecnologia e Realidade Social: Paradoxos, Desafios e Alternativas da Universidade Estadual da Paraiba e membro dos Institutos brasileiro e Interamericano de Direitos Humanos – IBDH e IIDH. Também é editor e revisor da Revista Euroamericana de Antropologia da Universidade de Salamanca. Seu interesse de pesquisa está voltado para a Antropologia da Educação, Direitos Humanos, sobreculturalidade, estudos rurais e urbanos e Pedagogia do Acolhimento. Desenvolveu sua tese doutoral na Universidade de Salamanca, intitulada A intraculturalidade nas comunidades indígenas da região metropolitana de Fortaleza- Brasil : Caminho para o desenvolvimento e Sobreculturalidade, obtendo o Prêmio Extraordinário de doutorado da Universidade de Salamanca, e também a Patente do conceito de Sobreculturalidade.

Dra. Rita Margareth Passos


Doutora em Educação pela Universidade Nove de Julho, Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e graduada em Pedagogia Plena pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL). Tem experiência em gestão da Educação Básica e Ensino Superior. Atua na formação continuada de professores. Realiza estudos aprofundados em educação, currículo e complexidade. Participa do grupo de pesquisa em educação e complexidade (GRUPEC) da UNINOVE/SP e em currículo e formação de professores (FORMACCE) da UFBA.

Dr. Bas’Ilele Malomalo


Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) / Grupo de Pesquisa África-Brasil.

Doutor em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquista/UNESP (2010), é docente de graduação e do Mestrado Interdiscipinar em Humanidades (MIH) do Instituto de Humanidades e Letras (IHL) da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), coordenador do Grupo de Pesquisa África-Brasil: Produção de conhecimentos, sociedade civil, desenvolvimento e cidadania global, pesquisador associado do Centro dos Estudos das Culturas e Línguas Africanas e da Diáspora Negra (CLADIN-UNESP); da Rede para o Constitucionalismo Democrático Latino-Americano e Member of United Nations – Harmony with Nature. Tem experiência na área de Ciências sociais, Historia da África e do Negro no Brasil, atuando principalmente nos temas seguintes: sociologia africana, estudos das relações raciais, multiculturalismo, desenvolvimento sustentável, cooperação internacional, ensino da história e cultura africana e afro-brasileira.

Msc. Rafaela Ludolf


Internacionalista, Especialista em Gerenciamento de Projetos (FGV), Mestre em Desenvolvimento Regional e Urbano (Unifacs) e, atualmente, cursando o Doutorado em Desenvolvimento Regional e Urbano (Unifacs). Professora dos cursos de graduação em Relações Internacionais e Economia da Unifacs – Laureate International Universities; Coordenadora do Núcleo de Práticas em Economia e Relações Internacionais (NERI) e Coordenadora do Projeto de Extensão Comunitária: O Refúgio em Salvador para pessoas migrantes e refugiadas na cidade de Salvador (Bahia). Possui estudos relacionados aos seguintes temas: Relações Internacionais; Economia e Política Internacional; Teoria e Análise em Relações Internacionais; Dinâmica do Poder Global; Globalização; Meio Ambiente; Sustentabilidade e Desenvolvimento; Mineração; Políticas Públicas; e, mais recentemente, Direitos Humanos, Migrações e Refugiados.

Dra. Vanessa Ribeiro Simon Cavalcanti


Pós-doutorado em Direitos Humanos pela Universidad de Salamanca, Espanha (CAPES e CNPq). Doutorado em História – Universidad de Leon, Espanha (reconhecimento de grau pela Universidade Federal da Bahia e pela Universidade de Coimbra). Mestrado em História Social pela PUC/SP. Na área acadêmica, é professora e pesquisadora da Universidade Católica do Salvador no Doutorado e Mestrado em Família na Sociedade Contemporânea (Interdisciplinar, CAPES 5). Docente permanente e pesquisadora associada ao Programa de Pós-Graduação Programa em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo (PPGNEIM/UFBA, CAPES 4). Integrante da APS (Associação Portuguesa de Sociologia), ANPUH (Associação Nacional de História), ABEP (Associação Brasileira de Estudos Populacionais) e membro de comissão setorial da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB). Professora visitante do Centro de Estudios Brasileños da Universidad de Salamanca, Espanha pelo CNPq. Nos últimos anos, participa de Congressos da CEISAL (Comitê Europeu de Investigação Social sobre América Latina e Caribe), FIEALC (Federación Internacional de Estudios de América Latina y el Caribe) e ICA (International Congress of Americanists), NUCLEAS/UERJ, Congresos Internacionales sobre Dimensiones de los Derechos Humanos, bem como de eventos vinculados à área de Direitos Humanos, História, Sociologia, Gênero, Políticas Publicas e Migrações. Integrante e líder do Núcleo de Estudos sobre Direitos Humanos (NEDH/UCSAL/CNPq) e integrante do Núcleo de Estudos de História Social da Cidade – NEHSC – PUC/SP). Ao nível internacional integra a Associação Portuguesa de Antropologia ? APA; a Associação de Professores de História ? APH, Portugal; Associação Portuguesa de Mulheres Cientistas ? AMONET/ Universidade Nova de Lisboa, Portugal. Integrante como investigadora associada do Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras, da Universidade do Porto (UPORTO, Portugal – http://isociologia.up.pt/pt-pt/investigador/vanessa-ribeiro-simon-cavalcanti). Participação em eventos e projetos de organizações governamentais e não-governamentais para temas relacionados a Género, movimentos sociais e Direitos Humanos. Em 2013, integrou o Instituto Jurídico Portucalense, Universidade Portucalense (Porto). Integrante da Rede Nacional de Ciências para educação – http://cienciaparaeducacao.org/pesquisador/vanessa-ribeiro-simon-cavalcanti/ e ORCID – http://orcid.org/0000-0002-5689-8206 Áreas de pesquisa e atuação: Direitos Humanos – História Contemporânea e do Tempo Presente – Sociologia – Gêneros – Gerações – Famílias – Políticas Públicas – Movimentos sociais, Migrações e Violências, Teoria e Historiografia.

Msc. Natália Silveira de Carvalho


Possui graduação em Direito pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2009) e mestrado em Estudos Interdisciplinares Sobre Mulheres, Gênero e Feminismo pela Universidade Federal da Bahia (2012). Atualmente é professora da Faculdade Social da Bahia. Tem experiência na área de Direito e Estudos de Gênero, atuando principalmente nos seguintes temas: gênero, direitos humanos, sexualidade, violência. Tem se dedicado aos estudos de gênero, em especial às interlocuções entre a teoria feminista e a sociologia do direito.

Dr. José Euclimar Xavier de Menezes


Graduado em Filosofia e Teologia. Possui Especialização Lato Sensu, Mestrado e Doutorado em Filosofia Contemporânea/UNICAMP. Executou Projeto de Pós Doutorado em Filosofia Contemporânea na Pontifícia Università Lateranensi/Roma. No ensino superior, atuou nas seguintes instituições: PUC.SP, Faculdade Ruy Barbosa, Faculdade Santíssimo Sacramento e na UCSal (Programa de Stricto Sensu, onde também foi Pró Reitor de Pesquisa e Pós Graduação entre 2013 a 2015). Atualmente, é docente/pesquisador na UNIFACS nos Programas de Stricto Sensu: 1. Direito, Governança e Políticas Públicas; 2. Desenvolvimento Regional e Urbano. Integra o corpo docente de seus cursos de graduação e também compõe os Comitês de ética em pesquisa, bem como o de Diversidade, Direitos Humanos e Cultura da Paz. Está igualmente vinculado à Faculdade Social da Bahia como Docente do curso de Psicologia; Coordena o PIBIC e é Editor da Revista Diálogos Possíveis (Webqualis). Tem experiência nas áreas da Filosofia, da Psicologia, da Filosofia da Psicanálise, do Direito, e em metodologia (epistemes) nutrindo foco nos seguintes temas: ética, direitos humanos, cidadania, políticas públicas, subjetividade, cognoscitividade, sociabilidade, sujeição, epistemologia, saúde mental, sexualidade, família. Lidera o grupo de pesquisa Políticas e epistemes da cidadania/CNPq/Unifacs. Integra o corpo de pesquisadores do Instituto Jurídico Portucalense, IJP/Universidade Portucalense/Porto/Portugal. Coordena o Programa de Pós Doutorado criado pelo convenio celebrado entre Universidade Salvador/Bahia/Brasil/UNIFACS e Universidade Portucalense/Porto/Portugal/UPT.

Msc. Izaura Maria Furtado


Possui Mestrado em Educação Especial pela Universidade Pública de Cabo Verde (2012), tendo defendido dissertação sobre pessoas com síndrome de Down.Tem Mestrado em Psicologia Evolutiva e da Educação – Espanha, Universitat de València (2006) – Programa de Desenvolvimento Pessoal e Intervenção Social, tendo defendido dissertação sobre satisfação no trabalho de adultos trabalhadores-estudantes. Possui especialização em Psicologia Forense, pela Universidade do Minho (Braga, Portugal, 2010). Fez formação avançada em Gerontologia (Universidade de Cabo Verde, 2011). Possui especialização em Desenvolvimento Local pelo Centro Internacional de Formação da Organização Internacional do Trabalho (OIT, Turim, Itália, 2002). Fez Formação Pedagógica no Centro Internacional de Formação da OIT (Turim, Itália, 1999). Realizou pós-graduação em Gestão de Recursos Humanos (1988) na Faculdade Católica de Administração e Economia (FAE), Curitiba, Paraná. Gradou-se em Psicologia (bacharelado e licenciatura) pela Universidade Federal do Paraná (UFPR, 1986). Atuou como psicóloga na COPEL (Companhia Paranaense de Energia, estado do Paraná, 1988), ministrando treinamento de pessoal na área organizacional. Trabalhou como psicóloga no Banco Central de Cabo Verde (1990-2012), atuando no departamento de recursos humanos em atividades de recrutamento, seleção e acolhimento organizacional; gestão da formação; gestão de carreiras; sistemas de avaliação de desempenho; gestão de benefícios sociais. Foi professora de cursos de graduação da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde (2002-2010, nos cursos de Psicologia; Ciências da Educação; Economia e Gestão; Sociologia; Gestão de Hotelaria e Turismo). Foi docente na Universidade Pública de Cabo Verde (2006-2009) nos cursos de graduação em Administração e Gestão. É professora na FSBA – Faculdade Social da Bahia (Salvador, Bahia), do curso de graduação em Psicologia, lecionando as disciplinas de Psicologia do Desenvolvimento do Adulto e do Idoso; Psicologia do Trabalho e das Organizações I; Psicologia e Processos Educativos 1; Psicologia e Processos Educativos 2. Exerce na FSBA a função de Coordenadora do CeMAPP (Centro Multidisciplinar de Apoio Pedagógico e Psicosocial).

Realização